Cartas para Julieta

Permita-se sentir o que muitas vezes nega… E ouça a voz do seu coração!

Escreva para nós. Você que é jovem, que é mãe ou pai… não importa. Estamos prontos para te ouvir e para trocar: [email protected]

Essa voz pode ser expressada através das lágrimas, do riso, palavras escritas ou faladas. E como é bom ser ouvido! Saber que não estamos sozinhos. Uma criança, por não saber nomear ou lidar com seus sentimentos e emoções, muitas vezes por medo de não ser ouvida, ou medo de ser julgada, reprime o que sente, guarda para si algo que cresce na sua fantasia e poderá ser externalizado de forma inadequada. O adulto, o adolescente, muitas vezes sente-se na obrigação de mostrar ao outro sua força, sua coragem. Demonstrar suas fraquezas não é sinônimo de vergonha! As emoções comunicam nossos estados afetivos e expressam nosso estado de espírito! Portanto, reconheça o que sente, pense sobre, enfrente e expresse suas emoções com serenidade. Escreva para nós.

 

Cartas para Julieta 4