Diferenciais

Uma escola que oferece educação de formação integral. Muito mais do que tempo integral. Escola que permite que a família conte com um Programa coerente, eficiente e com grande maravilhamento dos 6 meses até os 17 anos.

🙂 Somos uma escola Bilíngue

A partir de 2017, passamos a ser a primeira escola bilíngue de Jaguariúna. Em 2018 iniciamos o High School (a partir do 9º ano). Sabemos que cerca de 5% dos brasileiros são fluentes no inglês. O Colégio da Villa deseja contribuir para mudar este cenário e aumentar a chance de escolhas de nossos alunos quando saírem do colégio. Estamos trabalhando com nossos alunos para a certificação, com base na tabela do Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas (CEFR, na sigla em inglês). Níveis de A1-B2 (final do Ensino Médio).

🙂 Nossa Educação Infantil tem como filosofia a abordagem Reggio Emília

“Para as crianças é preciso oferecer o melhor.” Loris Malaguzzi

Oferecer “o melhor” significa buscar pessoas especiais e um espaço que ao mesmo tempo em que acolha e desafie as crianças, estabelece-se como terceiro educador. Baseados na abordagem Reggio Emília, valorizamos as manifestações de curiosidade das crianças, através de uma educação bilíngue, participativa, de um comportamento ativo de escuta entre adultos e crianças, crianças e ambiente.

🙂 Diferencial pela qualidade disciplinar num sistema de ensino integral

Disciplinas extracurriculares: Atelier, Contação de História, Capoeira, Culinária, Dança, Ecologia Humana, Esporte, Filosofia, Laboratório, Italiano, Música, Alfabetização Jornalística, Ioga, Mind Full Ness, Orientação de Estudos, Robótica/Lego, FPS – Formação Pessoal e Social (Escola da Inteligência), Sustentabilidade e Empreendedorismo (Unesco) e Teatro.

🙂 Somos uma Escola membro do PEA: Programa de Escolas Associadas à Unesco/ONU

Nossos alunos realizam estudos e desenvolvem ações na cidade, por um mundo melhor.

🙂 O Projeto do Colégio da Villa é um Projeto Sócio-interacionista

Precisamos de um ambiente em que o conhecimento já sistematizado não seja tratado de forma dogmática e esvaziado de significado.” (Lev Vigostki)

Uma escolarização que favoreça a construção da autonomia e a autoria do seu próprio percurso, em oposição a uma abordagem tecnicista, implica em considerar três aspectos fundamentais:

o saber: concebido como a apropriação do conhecimento organizado nos principais campos teóricos relacionados à cultura literária, histórica, científica e artística;

o saber fazer: concebido como a capacidade de manejar e aplicar os conhecimentos em novas situações, o “saber fazer” requer o desenvolvimento de competências relacionadas à codificação e decodificação de diferentes linguagens específicas dos campos de conhecimento;

o saber ser: relacionado à postura ética do cidadão na vida social, o “saber ser” é concebido como a competência de definir conscientemente e de forma responsável os valores e as atitudes pessoais.

🙂 Somos 1º lugar no Enem desde 2011